O maior problema da maior metrópole

by

green_2.jpgO Brasil tem em sua maior metrópole a mais rica fonte para o seu desenvolvimento sustentável. Porém, a cidade de São Paulo não é conhecida somente por sua capacidade de comandar os cofres do nosso país. Durante o verão brasileiro, as chuvas costumam intensificar-se na região Sudeste do país. Logo, São Paulo e toda a região metropolitana que cerca a cidade sofrem com os temporais que castigam a maior capital brasileira.

Quem vive em São Paulo não se ilude quando acorda às 7 da manhã e vê um céu azul e limpo. Os moradores da capital paulista sabem que a rapidez com que as pessoas buscam o seu ganha-pão na cidade é a mesma do traiçoeiro fenômeno que transforma a megametrópole em uma bacia prestes a transbordar. No entanto, nesta bacia vivem pessoas e muitas delas pagam até mesmo com a vida por uma chuva que aconteça durante todo um dia.

Quando uma tempestade atinge SP. as regiões periféricas, geralmente, são as mais castigadas. Devido a problemas sociais que todos nós sabemos que existem, estes locais não contam com um adequado sistema de escoamento das águas que caem. Portanto, uma chuva forte de uma hora na cidade causa prejuízos a milhares de pessoas. Conforme os alagamentos vão ficando cada vez mais evidentes, as conseqüências se tornam mais reais e trágicas. Barracos desmoronam, veículos bóiam pelas grandes avenidas, pessoas morrem afogadas tentando salvar o que resta de suas casas.

Os alagamentos causados pelas chuvas de verão na cidade de São Paulo não são nenhuma novidade para as autoridades. O trabalho é auspicioso, intenso e demanda um orçamento significativo das pastas que cuidam deste interesse. A maior pergunta que fazem os especialistas é: o que fazer para conter os alagamentos em SP? A resposta é tão complexa e exige tanto empenho que não há esperança da sociedade que os meses de janeiro, fevereiro e março não mostrem os desastres que presenciamos atualmente.

São Paulo não tem espaço para mais nenhuma ocupação. A cidade está totalmente ocupada com prédios, comércio, carros, estradas, avenidas. A água da chuva tem poucas opções quando cai em SP. Logo irá se alojar no que restou: avenidas, morros, ruas etc. As regiões paulistanas que não possuem um excelente sistema de escoamento de água sofrerão conseqüências gravíssimas com alagamentos e enchentes.

Saiba mais sobre as mudanças climáticas que atingem as cidades brasileiras clicando aqui.

Por Márcio Homsi
Exercício 25-02-08
Tema: Chuva

Tags: , ,

8 Respostas to “O maior problema da maior metrópole”

  1. lucianoliver Says:

    Márcio, seu texto está muito bom, você consegue prender a atenção do leitor. O seu texto é fácil de ser compreendido e é rico em informações. Eu também gostei muito do link que você envolveu, está de parabéns.

    RESPOSTA: VC É O ÚNICO PUXA-SACO DESTE POST, PERCEBEU? VALEW CARA, EU TBM CONCORDO COM VC!!

  2. raquelgomes Says:

    O começo do texto parece bastante confuso. Porém, o que mais me intriga é o título. São Paulo não é a maior metrópole do mundo e o jornalismo deve ter dados corretos e precisos. Além disto, estamos em uma cidade onde milhares de pessoas (e crianças) morrem diariamente. Não seriam a falta de saúde e a fome problemas muito piores que as chuvas?

    Resposta: Eu me referi a maior cidade brasileira, minha cara, e eu utilizei dados totalmente corretos e precisos. E, ao meu ver, os problemas da saúde e da fome são problemas nacionais e em alta escala no interior do país. Na grande metrópole, o maior problema ainda é o descaso das autoridades com a infra-estrutura de São Paulo. Mas tds temos uma opinião, não é mesmo…e eu respeito a sua crítica. Obrigado pela audiência.

  3. danipooh Says:

    A idéia central do texto é boa, porém há alguns aspectos a serem ressaltados. O primeiro parágrafo está confuso e não está claro e objetivo. Informações repetidas, cansam a leitura do texto. No terceiro parágrafo, o segundo período inicia com letra minúscula. Mais atenção e criatividade podem melhorar o conteúdo existente.

    Resposta: Muito obrigado pelas dicas jornalísticas, vou procurar desenvolvê-las.

  4. manoelauva Says:

    O abre da matéria ficou muito bom, chama a atenção do leitor. Porém, no segundo parágrafo o texto começa a se perder em analogismos sem sentido, quando poderia ser mais informativo.

    Resposta: MANOELA, EU GOSTARIA DE LER O SEU TEXTO PARA PODERMOS TROCAR EXPERIÊNCIAS JORNALÍSTICAS…O QUE VC ACHA?

  5. deh08 Says:

    A matéria está boa!
    Acho que depois do segundo parágrafo o texto ficou um pouco perdido! Só precisa tomar cuidado com alguns erros.

  6. lincoln83 Says:

    Não só São Paulo mas a maioria das grandes cidades brasileiras cresceu desordenadamente, com isso o sistema de escoamento, os rios que cortam essas cidades não receberam o tratamento devido para abrigar avenidas às suas margens, em contrapartida, em épocas de grandes chuvas qualquer cidade do mundo pode sofrer com enchentes, mas um pouco de empenho das autoridades responsáveis não faz mal à ninguém.

    RESPOSTA: VC DEVIA MANDAR ESTE COMENTÁRIO PARA OS TÉCNICOS DO INPE, NÃO ACHA?

  7. fabianecruz Says:

    O texto é interessante, tem informação, mas ficou confuso por não saber organizá-las. O que é esta foto?

    RESPOSTA: SEI LÁ, PEGUEI NAQUELE SITE DA FESSORA, PERGUNTA PRA ELA…VÊ SE ELA SABE…MEU TRABALHO AQUI É ESCREVER.

  8. tbolin Says:

    O texto está ótimo, porém ficou cheio demais para explicar as enchentes em SP. Para escrever tanto assim você deve ter prendido a respiração desse nariz de tucano, por isso, não teve a noção de parar. A sua nota é 10.

    RESPOSTA: VC ME CONHECE NÉ CARA….A GENTE FAZ O QUE PODE!! TBOLIN RIMA COM VIADIN….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: