O que as chuvas fazem com SP

by

Luó Veloso

Por Luís Veloso

Não é necessário chover muito para que São Paulo sofra com os reflexos da chuva. A cidade é cortada por vários rios e córregos, além de ter crescido muito sem nenhum planejamento estratégico. As marginais que cortam a cidade, Tietê e Pinheiros, possuem vários pontos de alagamentos. O trânsito que normalmente é complicado fica impossível nos dias de chuva, causando muitos quilômetros de congestionamento. Mas, o problema maior fica nas áreas periféricas da cidade, que cresceram de forma desordenada, com casas e barracos invadindo os leitos dos córregos e ocupando áreas de risco, como encostas e barrancos. E, são muitos os problemas para resolver: educação ambiental, muitas vezes (maioria delas) as enchentes são causadas pelo lixo acumulado nos córregos e bueiros que são jogados pelos próprios moradores destas áreas. Controle e vigilância das áreas de risco e obras de contenção em barrancos, canalização e alargamento da calha de córregos e rios; e, por fim e mais importante, resolver o problema da habitação na cidade de São Paulo. Ou seja, a responsabilidade é de todos. Não adianta esperar obras e ajuda do governo se não fizermos nossa parte, não jogando lixo nas ruas e córregos. Entretanto, é claro, não podemos deixar de exercer nosso direito de cidadão e cobrar melhorias e atitudes de nossos governantes, para resolver esse problema tão triste que assola nossa cidade.Bem, como esse problema vai demorar a ser resolvido, você pode acessar o site: http://jovempan.uol.com.br/jpamnew/servicos/estradas/ para saber o melhor caminho para evitar os maiores congestionamentos em dias de chuva.

Exercício 25-2-2008

Tema: Chuvas em SP

Tags: , ,

2 Respostas to “O que as chuvas fazem com SP”

  1. paullaoliveira Says:

    O texto tem uma leitura agradável e de fácil entendimento. Seu teor está inteiramente focado no título, isso deixa o leitor, a todo instante, conectado a idéia.
    O link com as dicas integra, mais uma vez, leitor e texto.

  2. ferlima Says:

    O texto ficou bem claro e de fácil leitura. O mais interessante é a parte que cita as áreas periféricas da cidade que muitos deixam de lado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: