Neide Duarte

abril 11, 2008 by

O jornalismo online envolve capacidade empresarial e iniciativa própria?

abril 10, 2008 by

A mídia em questão aqui, é o portal Folha de São Paulo que o próprio se descreve, por ser o primeiro jornal em língua portuguesa na internet. O conteúdo se difere um pouco do impresso, pois traz as últimas notícias. Possui as mesmas editorias do impresso que exemplifica a vida dos leitores que preferem ler a notícia sem sair de casa, em frente a tela do computador. Já disseram que muita das pessoas que liam o impresso, migrou para o on-line por não gostarem do odor e das manchas que ficam depois da leitura. A Folha On-line se destaca, dos outros, pois possui um link: Em Cima da Hora, que traz as informações em tempo real.

Os gráficos, fotos e os textos são de ótima qualidade, os profissionais do impresso muitas vezes vão para as editorias do on-line dando mais credibilidade ao jornal on-line. A atualização é o ponto forte da Folha, pois faz com que os internautas acessem várias vezes o site em busca da informação precisa. Não podemos esquecer dos anos que o jornal Folha de São Paulo exerceu e exerce de jornalismo, assim tornando o portal mais acessado ainda. Nada melhor que lermos uma notícia e “acreditar” no que é posto no ar.

Podemos citar o acidente da TAM – as informações chegavam a toda hora, e não precisávamos esperar as informações vir no jornal do dia seguinte. Podemos então afirmar, que o grupo, possui uma visão empreendedora, que foca em seu público-alvo e claro que visa em seu lucro.

Marcela Lima – RA 1113470

Perigo: futuro sem água

abril 7, 2008 by

No dia 22 de março é comemorado o Dia Mundial da água. Neste dia, especialistas de todo o mundo discutem diversos temas relacionados à água, com a grande preocupação de fazer com que a população se conscientize sobre o perigo de ficarmos, em um futuro próximo, sem água potável no planeta.

É cada vez mais comum ouvirmos dizer que a água vai acabar, mas o que não fica claro para as pessoas é que a água é um bem natural de grande importância para a vida e que cobre 70% do planeta. Porém desse grande número apenas uma quantidade pequena, cerca de 0,008% é potável, ou seja, própria para o consumo, e é esse pouco que merece cuidados.

O que preocupa de fato são as contaminações cada vez mais freqüentes de rios, lagos e represas, fontes de água potável. A ação predatória do homem ao longo de décadas faz com que a poluição se espalhe e o desperdício se alastre por gerações. Para mudarmos essa realidade é importante cada um fazer o seu papel:

Não jogar lixo nas vias públicas, mares, rios e lagos.

Evitar desperdício de água em torneira, mangueira e chuveiros.

Participar de coleta seletiva, separando o lixo reciclado.

Entre outros pequenos hábitos que contribuem para o crescimento humano e preservação da natureza.

O Dia mundial da água requer ainda muita divulgação, para que seu objetivo principal de criar um momento de reflexão, conscientização e elaboração de medidas práticas seja alcançado e possamos resolver o problema em todo o planeta.

Por: Fabiane Cruz, Silvaneide Duarte e Raquel Gomes

Depois de seis meses!!!

abril 4, 2008 by

Olá pessoal, já que colocaram um link para o meu quase morto blog neste site, depois de seis postei uma nova entrada e convido vocês a conhecerem o “Josias Cidadão”.

http://metalhome1987.spaces.live.com/default.aspx

Abraço a todos e um bom final de semana!

Luís Veloso

04/04/08

Por Joseane Carmo

abril 1, 2008 by

untitled-2-copy.jpg

Respeito ou deboche?

março 31, 2008 by
funkk.jpg
bobbywhitneydance1jb.gif

Recentemente estourou nas paradas a música do Mc Créu, “A dança do Créu”, e como os mc’s sempre aproveitam uma brechinha de uma música para lançar outra, já existe várias versões da mesma música. Só que a música que está causando polêmica no Youtube é “Mc Céu”, uma versão gospel do funk carioca.
Muitos crentes estão criticando a música dizendo ser falta de respeito, outros parabenizam por conseguir fazer a transformação do Créu em uma música gospel atraindo assim pessoas que gostam do estilo para mais perto de Deus.
Ninguém sabe ao certo qual foi a intenção do vídeo que esta causando polêmica na internet, mas para quem quer conferir pode conferir no link abaixo:

Assista aqui

Por: Marília Campos

A pirataria domina o Brasil

março 31, 2008 by

Por Fábio Araújo Silva

Muitas pessoas se perguntam por que a grande maioria da população consome mais produtos piratas, do que os originais?

Na realidade à um erro de pensamento, pois a população brasileira e ciente do que ocorre com no mercado interno, e por isso há mais incentivos ao seu consumo como:

– preços baixos

– Garantia de 1 a 3 meses

– Maior acesso aos produtos

– Sonegação de impostos


Não é a toa que até lojistas que pagam impostos e são legalizados, estão comercializando produtos, ou até contrabandeado, para sonegar imposto do governo federal, e o número esta cada vez crescendo.

E o modo como isso afeta a economia já é visível. Muitas empresas começam a não investir os novos produtos no mercado nacional, com medo de que seu novo produto, possa ser copiado e usado de modo irregular, como a Sony do Brasil; que decidiu por unanimidade, não comercializar o seu videogame Playstation no mercado. Assim há liberdade do contrabando para saciar a sede de consumo da população.

O governo tenta de varias maneiras barrar a pirataria em solo nacional. O problema e que a crescente baixa nos mercados, o baixo rendimento financeiro e o preço elevado dos produtos, associado ao numero de impostos, faz que o consumidor compre cada vez mais produtos ilegais, o que faz as campanhas antipirataria irem por água abaixo


Só de modo racional e abrangente para deter a pirataria, e não ações isolada de um grupo pode deter a pirataria, e as novas tecnologias que podem ser disseminadoras de um mau que tanto favorece uns como destrói outros.

Avatar

março 31, 2008 by

juliana-menezes-avatar.jpg

Juliana Menezes

Uma nova tendência

março 31, 2008 by

Por Juliana Menezes

Com a agilidade da internet, o jornalismo aproveitou seus recursos para captação de um novo público leitor. As informações rápidas e instantâneas, que na maioria das vezes são postadas em tempo real, agradam pessoas de várias idades, diferentes níveis sociais e culturais. No entanto, tem deixado a credibilidade da profissão questionável e a produção de conteúdo de qualidade bastante limitado.

Normalmente as notícias veiculadas via on line são fornecidas de agências de notícias e não produzidas da forma convencional – ir a campo, entrevistar, conhecer, analisar, escrever – são “encurtadas” de forma a seguir um padrão ágil da internet, em que o leitor quer saber o assunto principal, sem maiores aprofundamentos e informações do fato.

O jornalista on line somente executa o trabalho de “empacotar” a notícia, semelhante ao trabalho de um copydesk, que analisa e corrige eventuais erros em textos alheios. Muitos especialistas não defendem essa forma de trabalhar com o jornalismo on line, valorizam mais o conteúdo original. Acredita-se que com essa forma de reduzir as informações postadas sobre o fato, acabam não passando o sentido real da notícia, que é passada ao leitor de forma vaga e simples, sem que ele absorva sua real relevância.

Mesmo com algum tempo de existência, a internet ainda é um veículo novo, no qual ainda é preciso reconhecer a melhor forma de aproveitamento, tal como o jornalismo on line, que pode ficar mais aprimorado, uma vez que o público internauta exija isso dos profissionais.

Quem não põe na mídia, não petisca!

março 31, 2008 by

Por Juliana Menezes

A tamanha influência que a internet tem na rotina das pessoas tem se mostrado maior a cada dia e de certa forma assustadora. A disposição de poder escrever blogs, publicar fotos e vídeos, informações e notícias; chega a passar para o internauta a idéia de como “brincar” de jornalista, fugindo um pouco da responsabilidade da profissão.

Um exemplo típico é o site Youtube, no qual é possível encontrar diversos vídeos, dos mais variados assuntos. O youtube tornou-se um acesso direto a fatos através de vídeos, hoje em qualquer assunto que ganhe destaque na mídia, é possível encontrar um vídeo no o mesmo no site.

Em ano eleitoral, esse tipo de comunicação transborda pela quantidade de vídeos que são veiculados, uns que denigram a imagem dos candidatos, outros que satirizam, outros que mostram benfeitorias, etc. No artigo publicado por Sergio Davila, na Folha de SP ele afirma que “o candidato que não está no Youtube não existe” relacionando a importância que o site obtive na opinião e busca de informações dos internautas.

Nos Estados Unidos, com as eleições presidenciais, o Youtube tem se tornando uma forma direta de acompanhar a popularidade dos candidatos. Interessante salientar que a internet, pela vasta bagagem de informação que dispõe, ainda é uma comunicação pouco confiável em que necessário maior aprofundamento e pesquisa das informações oferecidas.